Thursday, 26 April 2018

Joaquim e Flavio, um namoro que poderia dar certo


Joaquim e Flavio, um namoro que poderia dar certo
Se Joaquim Barbosa/Flávio Rocha são capazes de ganhar a eleição, é uma questão de um milhão de dólares

Que tipo de socialismo representa o Partido Socialista Brasileiro, hoje namorando o ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa, como candidato à presidência da república? Os documentos do partido são feitos pela Fundação Otávio Mangabeira e representam o pensamento clássico socialista da Europa. Nem tão atualizado com o mundo atual e nem tão atrasado; não poderia, por exemplo, se comparar com outros partidos que, como o PSDB, também usam o termo socialista. Ou, seja um partido mais social nos seus ânimos do que socialista de verdade e, no seu funcionamento, absolutamente parecido com os outros partidos políticos brasileiros. Mas, no meio conservador empresarial, socialista ainda é um termo que assusta.
Para que a complexidade eleitoral seja reduzida, uma aliança do Joaquim Barbosa com Flávio Rocha - empresário, ex-deputado constituinte, dono das Lojas Riachuelo, oriundo do Rio Grande do Norte, de onde transferiu uma boa parte de suas indústrias para o Paraguai - repetindo a dupla Lula-José de Alencar, traria ao ativo eleitoral do Barbosa, um self made man, a elite empresarial. E dinheiro para campanha. E mais: Flávio Rocha, que recentemente esteve numa fracassada visita à Fiemg, tem ideias sobre economia, finanças e desenvolvimento. Já foi candidato à presidência, conhece o Brasil e é bem independente.
Flávio não está envolvido em LavaJato, enquanto Joaquim tem a seu favor a bem sucedida ação do Mensalão.  Em resumo, dois limpos. Regionalmente, Flávio traz São Paulo e Nordeste; Joaquim traz Minas. No final, Minas teria de novo um candidato a presidência. Quanto à química entre dois, e se Joaquim Barbosa/Flávio Rocha são capazes de ganhar a eleição, é uma questão de um milhão de dólares. E se Joaquim Barbosa está preparado para dirigir um governo de coalizão, incluindo neste jogo os empresários e o mercado, é uma questão de um bilhão de dólares. 

No comments:

Post a Comment